sábado, 21 de novembro de 2009

Estava pensando em você

Adoro ouvir estas palavras, principalmente de pessoas especiais. "Escrevi pra você", estas nem sei o que dizer. Chorei ontem com as palavras de carinho, palavras de MSN, palavras de Blog. Engraçado como os sentimentos resisteme se adaptam a essa tecnologia feita pra aproximar e distanciar ao mesmo tempo. Mas a amizade realmente resiste, persiste. Antigamente contávamos os amigos nos dedos, hoje posso dizer que conto os meus de 2 a 9 na discagem rápida do celular.
Ontem conversava com você, e me falava de seus temores da saudade. Também não quero sentir saudade, "A não ser que seja pro teu bem". Esses dias em que pessoas que já respeitamos e admiramos nos decepcionam, são marcados por novos caminhos se iluminando a frente.
Ontem te disse, hoje digo pro mundo. Você é um cara brilhante, desequilibradamente sensato, paradoxal e mutante como eu. Um poeta, artista. Não iludido a ponto de perder o realismo, mas com olhos abertos pra ver beleza nas paredes sujas do Recife. Pós moderno? Um dos meus escritores favoritos. Desses que um dia vou ler pra Eva.
Enquanto isso, estou na vizinhança. Nos encontraremos no parque, "na cidade", na hora do chá. quero te pôr na minha discagem rápida e vez ou outra te pedir uma xícara de açúcar. E você me contará dos novos amigos, ficarei com ciumes de amiga boba que sou, mas também muito feliz.

(em resposta a http://estoupensandomedespindodepreconceitos.blogspot.com/2009/11/sopro-de-medusa.html)

Um comentário:

Leo Lemos... disse...

é uma honra. Honríssima!